Homem Natural ou Espiritual?

14 05 2010
O Novo Testamento traz a mente uma realidade espiritual.

Ele divide os cristãos em dois grupos: cristãos espirituais e os cristãos naturais.

A diferença está na maneira como eles enxergam e discernem o mundo.

O homem natural não consegue ver as coisas do Espírito Santo. O homem espiritual vê as coisas como Jesus Cristo. O nosso Deus só pode ser conhecido espiritualmente, pois a coisas de Deus são reveladas através do Espírito.

Deus tem três atributos: Onisciente – sabe tudo, Onipotente – tem todo poder e Onipresente – está em todos os lugares.
Deus sabe o que era o que é e o que vai ser. Conhece o passado, o presente e o futuro. Destino é diferente de pré-ciência, e Deus tem pré-ciência de tudo, de todas as coisas. Ele já sabe seu nome antes mesmo de você ter sido concebido.

A sociedade olha um drogado e vê a maconha, o vício. Mas, Deus o olha e diz: meu Pastor!
A mente humana fala, imagina, mas Deus vê o futuro, vê que muitas pessoas irão para Jesus, através desse homem. A mente de Deus é diferente.
Só o Espírito Santo é que faz isso com as pessoas!
Quando você começa a olhar com a ótica de Deus, quando a Igreja faz isso, o inferno fica preocupado.
Uma geração assim começa a ter conhecimento de Deus, você tem substância, tem conteúdo.
Quando você tem a revelação da Palavra de Deus que produz convicção, ninguém te segura. Você passa a fazer diferença.
O que é a convicção? É a fé. A fé vem pelo ouvir, ouvir a Palavra de Deus.

Hebreus 11:1 – Fé é falar das coisas que serão como se elas já fossem.

A fé chama a existência o que não existe e você faz a promessa acontecer. A tua palavra produz algo no espírito, quando você tem revelação. O Espírito Santo faz isso, revela o desejo e a vontade de Deus. Você abre a boca e Deus fala através de você. Paulo falou: o que Deus tem preparado para nós, nem olhos viram, nem
ouvidos ouviram…
Essa é à vontade de Deus para nós. Quando buscamos as coisas espirituais
Deus age, quando rejeitamos as coisas do mundo, somos homens espirituais.
As pessoas que se afastam do trono de Deus, ele age como o mundo, ele não consegue enxergar através do deserto. Param de ouvir a voz de Deus, de ver o sobrenatural de Deus, não consegue aceitar um desafio.
Isso acontece porque você não está conseguindo ver o poder que Deus te deu.
Não adianta você se esvaziar do mundo e não se encher de Deus. O homem natural mesmo sendo líder, Pastor ou Apóstolo, se ele se distanciar do trono de Deus, ele passa a ser pessimista.

O homem espiritual quando vê a situação contrária, ele levanta, ora, rejeita a tentação, unge e diz: nem olhos viram e nem ouvidos ouviram o que Deus preparou para nós.

Na vida do cristão existe algo chamado de ponto profético. É o momento em que você aceita Deus, você não tem dúvida, é Ele! Quando isso acontece tudo muda, o que era importante para você, virou o que é importante para Deus.
As suas prioridades mudam, você muda, a gente se aproxima do trono e somos mudados, transformados.
Nós não andamos na nossa força e sim na força de Cristo. É o inferno que tem que ter medo de você!
Deus é o nosso Deus, devemos querer estar conectados 24 horas por dia na presença Dele.
Nós somos espirituais, enxergamos além, como Deus quer! Para ocorrer a mudança na família, na nação, ela deverá começar no nosso coração.

A arca de Deus, que simbolizava a presença de Deus, em I Samuel, foi parar na casa de uma família e essa família prosperou. Se aproximar de Deus e você prosperará.

Apocalipse 4:1-11 – Nos mostra como deve ser o trono de Deus. O apóstolo João teve uma revelação do trono, viu o trono de Deus. Essa visão tem muito a nos dizer.

Os quatro seres viventes tem uma descrição muito distante da nossa realidade. Eles adoram a Deus 24h por dia. Eles recebem vida através da adoração.
A adoração traz vida, a falta traz morte. Sem adoração a Deus, você fica depressivo, mal humorado.

A glória de Deus se divide em três:
É a presença de Deus
É o caráter de Deus
É a manifestação (poder) de Deus

Esse texto fala de alguns aspectos de alguém que se aproximam do trono.
Esses quatro seres trazem uma revelação para nós. Eles dizem Santo Santo Santo, declaram que Deus é Santo. Quem faz isso, quem adora, começa a se impregnar da glória de Deus. Quando nós nos aproximarmos de Deus, nós seremos santos.
Quem anda na presença de Deus, não tolera o pecado, os olhos ardem quando vêem pornografia e os ouvidos doem quando escutam palavrão. A pessoa fica incomodada, não tolera! Porque Deus é santo e a glória dele precisa ser refletida na sua vida.
Leão – na floresta é rei. É símbolo de majestade, símbolo de realeza, do poder, da teocracia de Deus, da beleza de Deus. O leão assusta, mas fascina, chama a atenção.
Bezerro (versão correta é boi) – Símbolo de humildade, o boi é aquele que serve, que se sujeita. É diferente do touro que é orgulhoso. Alguém que se aproxima do trono fica humilde. O boi aceita o jugo, a carga. É alguém preparado para amar, para andar com os outros.
Homem – Símbolo de retidão, de verdade. A figura da retidão, você começa a ser reconhecido no mundo espiritual como homem / mulher de Deus. Significa comprometimento, é alguém que sua palavra é verdade, ele honra o que sai
da sua boca. Quem se aproxima do trono, tem cara de homem.
Águia – fala de visão, de revelação. Quem se aproxima de Deus recebe dons, começa a ter palavra de sabedoria, de conhecimento. É a cara da águia, é profético.

Os quatro animais tinham olhos na frente e atrás. Você tem a visão, Deus
não te deixa confundido, você sabe onde está pisando, você é espiritualmente esperto. Também tinham asas, ou seja, velocidade, rapidez para com as coisas de Deus. Você ouve e agre quando Deus fala. Você está pronto a obedecer.

Ezequiel 1 – Ezequiel tem a mesma visão que João, quase 2.000 anos de diferença
e a visão é a mesma, mas Ezequiel fala que eles cobriam o rosto, e isto é reverência, temor!

Deus é Deus. Quando alguém orar, temos que parar e prestar reverência à
Deus. Quando alguém estiver lendo a Palavra, temos que parar, é a Palavra do nosso Deus. Deus é Santo e se você não respeitar a Deus, vai respeitar a quem?
Você tem que se sujeitar, respeitar as autoridades que Deus deu, que Deus colocou na sua vida.
Tudo isso que foi dito é o caráter de Cristo. Isso acontece quando você se aproxima de Deus, quando você o adora.
Adore, adore, adore. Quando somos iguais a Cristo, temos o caráter de Cristo, os anjos, o diabo, o próprio Deus te respeita. Faça como os 4 seres: adore!

Adore, pois Deus se revela e revela a Palavra à você. Quando você adora, a adoração traz a revelação de Deus. Adoração não é música, é atitude, é o que você faz, como você vive. Isso é que vai te dar autoridade. Temos que ser espirituais, temos que adorar a Deus, tocar o coração Dele, não importa a forma, importa o conteúdo.
É preciso amadurecer para sermos uma Igreja vitoriosa, com caráter de Cristo.

Por Samuel Oliveira

Anúncios